marcus_cunha_blu

Conversamos com Marcos Cunha sobre os eventos de 2018 da Blufight, Confira!

Quem é praticante de jiu-jitsu no nosso Estado com toda certeza já ouviu felar e até participou dos eventos organizados pela Blufigth.

 

A Blufigth com o passar dos anos vem se firmando cada vez mais no cenário das lutas, organizando cada mais eventos com muita qualidade e sempre tentando buscar ao máximo o reconhecimento dos atletas.

 

Vale sempre destacar o Circuito Stance, que oferece para os participantes viagens para o Mundial de Jiu-jitsu da IBJJF e os eventos com a chancela da CBJJE.

 

Nesse final de semana Blufigth lançou o seu calendário com os eventos para 2018, confirmando a continuidade da Circuito Stance e também o Campeonato Brasileiro da CBJJE Kids que será realizado no nosso Estado.

 

Além das passagens aéreas para o Mundial da IBJJF, Marcos contou que estão tentando também distribuir passagens para o Europeu da IBJJF de 2019 que tradicionalmente é realizado em Lisboa. marcus_cunha_blu

 

Conversamos com Marcos Cunha, um dos responsáveis pela Blufigth sobre as competições de 2018:

 

ST: Quanto tempo a Buufigth está no cenário das Lutas?

MC: A Blufigth está há 11 anos organizando eventos de jiu-jitsu e MMA.

 

ST: O que nos chamou a atenção aí para 2018 foi o Brasileiro da CBJJE Kids, o que você tem a a dizer aí sobre a vinda desse grande evento para SC?

MC: A nossa parceria com a CBJJE continua, já é a terceira vez que vamos fazer esse campeonato. É um evento que vem crescendo bastante e é de nível nacional aqui dentro do Estado. O pessoal abraçou essa ideia, as crianças estão vindo e foi um evento que começou pequeno como um regional, mas agora já etão vindo pessoas de outros estados, engrandecendo cada vez mais o nosso Estado e a Blufigth.  

ST: O Circuito Stance vai continuar distribuindo as passagens aéreas para o campeonato Mundial da IBJJF?

MC: Sim, a Blufigth vai continuar distribuindo as passagens para o Mundial na Califórnia no mesmo formato de 2017, isso já está confirmado! E ainda tentaremos distribuir as passagens para o Europeu em Lisboa em 2019, o que vamos definir até o final de janeiro.

 

ST: E os eventos de MMA estão previstos para 2018?

MC: Sim pretendemos voltar um ou dois eventos em 2018, mas ainda não temos nada fechado. Um evento pelo menos está quase certo.

 

CLIQUE AQUI E VEJA A ÍNTEGRA DO CALENDÁRIO

 

        Faixa preta e professor de jiu-jitsu da Gracie Barra, proprietário do canal no youtube JIU-JITSU TIME e colaborador do portal de lutas Sul Tatame. Instagram: @luizfloresbjjLuiz Ricardo Flores é faixa preta e professor de jiu-jitsu, proprietário do canal no youtube JIU-JITSU TIME e colunista do portal de lutas Sul Tatame. Instagram: @luizfloresbjj – Twitter: @luizr_f
corredor polonês

O corredor polonês na graduação de jiu-jitsu é legal?

corredor polonês

 

O final de ano vem chegando, juntamente com ele a temporada de graduações espalhadas por todo o Brasil.

Momento de festa, realização de um sonho, reconhecimento de um ano duro de muitos treinos e do famoso CORREDOR POLONÊS.

Eu particularmente como professor, entendo que a prática da saraivada de faixas depois da graduação não é legal, pois, a graduação é um momento de festa e alegria, momento de confraternização e reconhecimento pelos objetivos alcançados, sendo, a meu ver, desnecessária a surra de faixa.

Muitas vezes até os familiares dos alunos estão ai assistindo a graduação e como não conhecem nossa arte, ficam assustados com a prática, sem entender muito bem o que está acontecendo.

No vídeo abaixo explico melhor porque não sou a favor da dita tradição.



Recentemente um professor inovou a “tradição” do corredor e resolveu fazer o arremesso de aluno, gerando grande repercussão no meio da arte suave.

A discussão veio a tona novamente depois de um post do Professor Fábio Gurgel publicar em seu blog que já foi a favor do corredor e inclusive era uma prática comum na sua academia, mas recentemente disse não ser uma prátps_phenixica com espaço nos dias de hoje no jiu-jitsu.

Conversamos com o Professor Paulo Sergio da PS Phenix e ele defendeu a prática desde que feita com cautela e moderação:

Procuro continuar essa tradição que acho sadia desde que feita com respeito ao atleta. Não deixo que usem a faixa, só um tapa de mão aberta nas costas e os graduados até o seu nível de graduação podem dar uma pequena queda de quadril ou de pernas.

O professor Paulo Sergio ainda destacou um ponto muito importante, pois, muitos alunos até gostam de passar no corredor sendo motivo de orgulho e finalização de uma etapa.

Assim falou:

O que passo para os meus alunos é que aquilo é um ‘batismo’, e os alunos que estão sendo graduados até pedem pra passar demonstrando um orgulho em ser batizado pelo seu professor e colegas. marciano_

Por outro lado, O professor Alexandre Marciano da Gracie Barra Joinville, conforme publicado no seu Canal do YouTube MINUTO JIU-JITSU  se posicionou totalmente contrário ao corredor polonês:

A graduação é pra mim um momento muito especial, é um momento de coroação do aluno, onde ele é prestigiado com a mudança de faixa baseado no que ele apresentou durante as aulas. […]. É um momento especial que deve ser celebrado com aplausos, com cumprimento dos seus colegas de treino porque ele venceu uma etapa. 

Opiniões a parte, o fato é que o corredor polonês está aí sendo utilizado em muitas das academias de jiu-jitsu espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, sendo que certamente não deixará de existir, pois, além dos professores, muitos alunos – futuros professores –  defende a pratica com unhas e dentes.

O ideal é sempre achar um bom senso, como fez o Mestre Paulo Sérgio, respeitando em primeiro lugar a integridade física do atleta acima de tudo.

E você caro leitor, o que acha da prática, ela existe ou não onde você treina?

Deixe sua resposta aí nos comentários.

Oss.

Faixa preta e professor de jiu-jitsu da Gracie Barra, proprietário do canal no youtube JIU-JITSU TIME e colaborador do portal de lutas Sul Tatame. Instagram: @luizfloresbjj LUZ RICARDO FLÔRES é faixa preta e professor de jiu-jitsu, proprietário do canal no youtube JIU-JITSU TIME e colaborador do portal de lutas Sul Tatame. Instagram: @luizfloresbjj
CyborgErinHerleGracieMag-750x400

IBJJF Realiza neste final de semana o seu Mundial No-Gi

CyborgErinHerleGracieMag-750x400A IBJJ realizará neste final de semana  (16 e 17 de dezembro) o seu mundial no-gi, contando com várias feras consagradas do jiu-jitsu.

 

O evento será realizado em Anaheim, na California (EUA).

 

Na categoria masculino, o evento conta com atletas como: Caio Terra, Rafael Barata, João Miyao, Gianni Grippo, Osvaldo Queixinho, Samir Chantre, AJ Agazarm, Edwin Najmi, Augusto Tanquinho, Victor Silverio, Keenan Cornelius, Murilo Santana, Dillon Danis, Matheus Diniz, Jackson Sousa, Tim Spriggs, João Assis, Roberto Cyborg, e João Gabriel Rocha.

 

Já no feminino algumas as atletas em destaque são: Talita Alencar, Michelle Nicolini, Renata Marinho, Raquel Canuto, Ana Laura Cordeiro e Jessica Flowers.

 

E você amigo leitor, sentiu falta de alguém nessa lista? 

 

Deixe aí nos comentários que você aposta como campeão das categorias e do absoluto.

 

Oss.

Faixa preta e professor de jiu-jitsu da Gracie Barra, proprietário do canal no youtube JIU-JITSU TIME e colaborador do portal de lutas Sul Tatame. Luiz Ricardo Flôres é faixa preta e professor de jiu-jitsu da Gracie Barra, proprietário do canal no youtube JIU-JITSU TIME e colaborador do portal de lutas Sul Tatame. Instagram: luizfloresbjj                    
atama

Loja Online SulTatame

Os melhores produtos!

contato@sultatame.net

Tel.: 48 3030-3030

Todos os Direitos Reservados | SulTatame 2015

Sultatame

ИТ новости