Confira os resultados do Bellator 149

Bellator 149 Toyota Center, Houston, (EUA) Sexta-feia, 19 de fevereiro de 2016   CARD PRINCIPAL Royce Gracie derrotou Ken Shamrock por nocaute no 1R Kimbo Slice derrotou Dada 5000 por nocaute no 3R Derek Campos derrotou Melvin Guillard por nocaute no 2R Linton Vassell derrotou Emanuel Newton por decisão unânime dos árbitros Emmanuel Sanchez derrotou Daniel Pineda por decisão dividida dos árbitros   CARD PRELIMINAR Isaac Villanueva venceu Richard Knepp por nocaute no 1R Jeremy Mahon venceu Davis Silvester por nocaute no 2R Jason Langellier finalizou Anthony Ivy no 1R Adrian Yanez derrotu Ryan Hollis por decisão unânime ds árbitros Justin Wren derrotou Juan Torres por decisão unânime dos árbitros Mike Trinh finalizou Angel Zamora com um Chave de Braço no 1R Cj Hancock finalizou Ruben Esparza com um Mata-Leão no 3R Manny Lozoya finalizou Jake Norsworthy com uma Guilhotina no 1R

Bellator 149: Royce vence Shamrock em nocaute polêmico

Royce Grace x Kan Shamrock Bellator (Foto: Evelyn Rodrigues)

A trilogia dos veteranos Royce Gracie e Ken Shamrock acabou de uma forma que pouca gente imaginou: com o brasileiro nocauteando o adversário aos 2m22s do primeiro round. O duelo, que aconteceu na luta principal do Bellator 149, em Houston, nesta sexta-feira, e contou até com Mike Tyson na plateia, também teve controvérsia, e o americano fez questão de reclamar muito de uma joelhada não intencional de Gracie, que teria atingido suas partes íntimas antes da finalização do duelo.

Ainda no cage, Royce tratou de abafar a polêmica:

– Eu sou um lutador. Estou aqui para lutar. Nós viemos desde os primórdios do esporte, quando não existiam golpes baixos, divisão de peso ou regras – declarou, sendo muito aplaudido pelo público presente. Estou desapontado, vim aqui para lutar e iria até o final. Não sei o que dizer – declarou um irritado Shamrock, que tentou até ir para cima de Royce ao final do combate, sendo separado pelos seguranças. O duelo desta sexta coloca um fim à rivalidade que se iniciou há 23 anos, quando os dois lutadores se encontraram no cage do UFC 1. Os veteranos, iniciaram o combate desta sexta se respeitando bastante. Royce, que entrou na na arena vestindo a calça do tradicional quimono, foi o primeiro a se arriscar, tentando medir a distância com chutes altos e baixos que não conectaram. Em um determinado momento, Shamrock tentou ir para cima de Royce, mas o brasileiro se esquivou. Os dois trocaram joelhadas, com uma delas conectando a lateral da cabeça do americano. Gracie, então, fez o que sabe fazer de melhor e levou a luta para o chão, mas acabou nocauteando o adversário com alguns socos, até a interrupção do árbitro. Este foi o primeiro triunfo por nocaute da carreira da lenda Royce Gracie, notabilizado pelas finalizações.   Clique aqui e assista a luta.  

Aposentadoria: Pacquiao faz última luta no dia 9 de abril

O boxeador filipino Manny Pacquiao reiterou que irá se aposentar após a luta contra o americano Timothy Bradley no próximo dia 9 de abril, no MGM Grand Garden Arena de Las Vegas, informou nesta terça-feira a imprensa local.

“Após minha luta do dia 9 de abril, vou deixar o boxe”, afirmou Pacquiao, negando uma informação que indicava que ele só se aposentadoria após uma possível revanche contra o americano Floyd Mayweather Jr., segundo o jornal filipino “Inquirer”.

O empresário de Pacquiao, Bob Arum, tinha anunciado em outubro que o atleta deixaria os ringues em abril. Porém, o site “Philboxing” publicou recentemente uma entrevista na qual o pugilista supostamente afirmava que gostaria de enfrentar Mayweather outra vez antes de se aposentar.

“Eu nunca disse isso. Ninguém me falou sobre isso”, afirmou Pacquiao, de 37 anos, ao “Inquirer”.

Mayweather derrotou Pacquiao no dia 2 de maio do ano passado na chamada “Luta do Século”. O duelo bateu todos os recordes em receitas (os dois dividiram mais de US$ 300 milhões) e teve a maior audiência da história da TV por assinatura dos EUA, sendo assistido por 4,4 milhões de pessoas.

O americano ganhou por decisão unânime dos juízes após 12 assaltos e unificou os cinturões da Organização Mundial de Boxe (WBO), Associação Mundial de Boxe (WBA) e do Conselho Mundial de Boxe (WBC).

Pacquiao é uma das figuras mais idolatradas pelos filipinos por ter saído da pobreza através do boxe. Além disso, ele também apareceu em vários filmes, anúncios publicitários e até arriscou uma carreira política no país.

O boxeador filipino ganhou em sua carreira o título mundial em oito categorias distintas e tem um retrospecto de 57 vitórias (38 delas por nocaute), seis derrotas e dois empates.

Contra Bradley, seu último adversário antes da aposentadoria, Bradley perdeu um combate em 2012 e ganhou outro em 2014.

Fonte: EFE

Ronda se diz “feliz” mesmo longe do óctogono

Depois de ser nocauteada no octógono de forma surpreendente por Holly Holm, Ronda Rousey ainda está longe de seu retorno ao octógono do UFC. Sem data prevista para voltar a lutar, a americana curte as férias e a continuidade de projetos paralelos ao mundo das lutas e, segundo ela, isso tem lhe feito muito bem. Em entrevista ao MMA Junkie, Ronda revelou qual tem sido seu sentimento enquanto está longe das lutas e revelou estar se sentindo feliz mesmo sem entrar no octógono. – O MMA tem me feito seguir sem parar. Sinto como se estivesse queimando a vela pelas duas pontas. Tem sido surpreendente o quão feliz eu tenho estado longe disso (das lutas). Estou sendo propositalmente misteriosa agora porque sinto que as pessoas estão se aproveitando da minha disponibilidade e eu tenho procurado apenas desaparecer – explicou a ex-campeã. A lutadora ainda explicou como tem sido sua relação com a internet nos últimos tempos. Ela prefere se manter longe do ambiente onde tem sido alvo de persos comentários maldosos. – Para ser honesta tenho tentado desaparecer dessa responsabilidade. Não leio notícias, não leio comentários na internet, que são em sua maioria maus, apenas não quero aceitar esse tipo de negatividade. Só uso as redes sociais para oferecer informação, não para consumir. As pessoas são muito cruéis na internet e não quero dar essa chance a elas – explicou. Enquanto Ronda Rousey não volta do UFC, Holly Holm defende o cinturão do UFC contra Miesha Tate, no dia 5 de março, em Las Vegas (EUA).

Wanderlei Silva só volta a lutar em 2017

Atleta só vai poder atuar em 2017, em eventos que seguem normas da entidade
Na última quarta-feira, a Comissão Atlética de Nevada oficializou em três anos o período de punição para Wanderlei Silva, por conta do lutador ter fugido de um exame antidoping surpresa no primeiro semestre de 2014, época antes de sua luta diante de Chael Sonnen, pela final do TUF Brasil 3. Inicialmente, a mesma entidade tinha banido o lutador do esporte.

Dessa maneira, o lutador, que já está há dois anos sem atuar, só vai ter que esperar até maio de 2017 para poder se apresentar em todo o território americano, já que essa suspensão é válida para eventos que seguem as normas da comissão, maioria nos Estados Unidos. 

Recentemente, Wand também já estava liberado do seu contrato com o Ultimate, podendo assinar com outra organização. Especula-se que o Bellator e o Rizin FC tenham interesse em contar com o atleta.

Fonte: Lance!
atama

Loja Online SulTatame

Os melhores produtos!

contato@sultatame.net

Tel.: 48 3030-3030

Todos os Direitos Reservados | SulTatame 2015

Sultatame

ИТ новости